Foto: Vatican News

Bênção “Urbi et Orbi” em virtude da incidência do Coronavírus foi única na história da Igreja.
Essa bênção concedeu a indulgência plenária. Ela normalmente só acontece na eleição de um novo Papa, no Natal e na Páscoa.

Desde que a pandemia do Coronavírus surgiu o Papa Francisco tem celebrando missas pela internet, rádio e televisão, além de mandar mensagens pelas redes sociais. Pensando ainda mais na almas que o assistem e necessitam de consolo em um momento como esse, o Papa concedeu a bênção “Urbi et Orbi” que proporcionou a remissão das penas dos pecados já perdoados, a indulgência plenária.

Esse momento foi único porque nenhum outro bispo pode realizá-lo. Segundo a tradição católica, os efeitos da bênção “Urbi et Orbi” recaem sobre todos aqueles que a recebem com fé e devoção, mesmo a recebendo através dos meios de comunicação. Sendo assim, esse gesto foi ainda mais precioso em um momento como esse.

Além disso, o Papa só concede essa bênção quando é eleito o próximo Papa, no Natal e na Páscoa. Dessa forma, pode-se afirmar que nunca ocorreu antes uma bênção “Urbi et Orbi” assim de um Papa com a Praça São Pedro vazia, mas seguida mundialmente pelos fiéis através da mídia na história. Foi um momento marcante e único na história da Igreja e daqueles que têm fé.

Durante a bênção do Papa Francisco esteve presente a imagem de Cristo Milagroso que fica na igreja romana de São Marcelo. O Papa já havia a visitado no dia 16 de março para rezar pelo fim do Coronavírus. Ela foi retirada de seu altar e levada à Praça São Pedro.

Essa imagem é venerada como milagrosa pelos romanos por ter sido a única imagem que sobreviveu intacta ao incêndio que destruiu completamente a Igreja de “San Marcello al Corso” em 23 de maio de 1519. Além disso, durante a “peste negra” ocorreu uma procissão de 16 dias, de 4 a 20 de agosto, com o crucifixo parando em todos os bairros romanos pedindo o fim da peste. Quando a imagem foi devolvida a São Marcelo, a praga desapareceu completamente. Desde essa data, o Cristo milagroso é levado em procissão a São Pedro todo ano santo, a cada 50 anos.

Bênção “Urbi et Orbi” traduzida em português.

Papa: “Que os santos apóstolos Pedro e Paulo, cujo poder e autoridade confiamos, intercedam por nós diante do Senhor.”

Todos: “Amém”.

Papa: “Que o Todo-poderoso e misericordioso Senhor vos conceda a indulgência, a absolvição e a remissão de todos os vossos pecados, tempo para uma penitência verdadeira e proveitosa, o coração sempre contrito e a modificação da vida, a Graça e consolação do Espírito Santo e a perseverança final nas boas obras.”

Todos: “Amém”.

Papa: “E a bênção do Deus Todo-poderoso (Pai, Filho e Espírito Santo desça sobre vós e permaneça para sempre.”

Todos: “Amém”.

Fonte: Aleteia e ACI Digital